Escolha uma Página
Carta de Serviços ao Usuário (Art. 7º da Lei nº 13.460/2017)

Disponível Para Baixar Carta de Serviços ao usuário.

http://www.camarasjnorte.rs.gov.br/wp-content/uploads/2020/05/Carta de Serviços ao Usuário.pdf

 

 

Carta de Serviços ao Usuário  (Art. 7º da Lei nº 13.460/2017)

 

O que é e para que serve a Ouvidoria?

A ouvidoria é um órgão, composto por um vereador ou servidor indicado pela Mesa Diretora da Câmara Municipal, que tem por objetivo dar encaminhamento às autoridades competentes as denúncias, reclamações, sugestões e elogios passados pela comunidade, com a finalidade de promover a participação da população na administração pública, bem como dar efetividade ao acesso à informação por parte da sociedade.

 

Como posso efetuar uma denúncia, reclamação, crítica, sugestão ou elogio através da Ouvidoria da Câmara Municipal de São José do Norte.

Devido a restrições de espaço físico e de pessoal, a Câmara Municipal Nortense disponibiliza duas formas para a manifestação da comunidade através da Ouvidoria, quais sejam, por carta ou por e-mail.

Se por carta, o cidadão deve enviar em envelope fechado para o Legislativo, que fica na rua Álvaro Costa, nº.30, Centro, São José do Norte/RS, CEP 96225-000, endereçada à Ouvidoria e essa somente será lida pelo ouvidor, que terá a obrigação de manter sigilo sobre a identidade do manifestante; fornecer número de protocolo; encaminhar a manifestação para ser processada; e dar resposta ao manifestante no prazo máximo de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30 dias.

Já o cidadão que optar pelo e-mail, deverá utilizar o endereço ouvidoria@camarasjnorte.rs.gov.br

 

O que deve conter na manifestação?

Em primeiro lugar, o cidadão deverá indicar seu nome, endereço e número do RG e CPF, e-mail ou telefone (se tiver). Sem essas informações preliminares não será possível à Ouvidoria dar a devida resposta sobre o andamento de sua manifestação.

O cidadão pode fazer denúncia sobre ato ilícito que tenha conhecimento em relação a vereadores e servidores do Legislativo. Nesse caso, deve acostar o máximo de informações para que o problema e autores sejam identificados e punidos, se for o caso.

O cidadão também pode utilizar a Ouvidoria para fazer reclamações sobre o serviço prestado pelo Legislativo, também fazer críticas, sugestões e elogios sobre o Legislativo, seus membros e servidores.

Os motivos que levaram o cidadão a procurar a Ouvidoria são irrelevantes para o andamento dos trabalhos, e todas receberão o mesmo tratamento, observada a ordem de chegada ou prioridade de tratamento.

 

Como posso garantir o direito de efetuar uma manifestação anônima?

 

Devido às restrições de espaço físico, de pessoal, e até mesmo de equipamentos como computadores, por exemplo, a Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte receberá e processará manifestações anônimas através de cartas anônimas endereçadas diretamente ao ouvidor.

 

Como posso ter certeza de que minhas denúncias, reclamações, sugestões ou elogios serão encaminhadas às autoridades competentes?

Ao formalizar uma denúncia, reclamação, sugestão ou elogio, o cidadão receberá um protocolo de atendimento e poderá através dele acompanhar o andamento através de contato com o Ouvidor.

A manifestação será encaminhada pelo Ouvidor à Presidência do Legislativo, sempre resguardada a identidade do usuário, que decidirá no caso concreto a melhor forma de apurar as denúncias recebidas, levando em conta a legislação e o Regimento Interno da Câmara Municipal de Vereadores.

O não encaminhamento das manifestações da comunidade para a Presidência da por parte do Ouvidor acarreta ato de improbidade administrativa.

 

Posso abrir mão do sigilo e permitir minha identificação?

Não. A identificação do manifestante será mantida ainda que o mesmo permita a divulgação de seus dados. O sigilo quanto a identificação do manifestante somente poderá ser quebrado em situações específicas, por ordem judicial e apenas nos casos previstos em Lei.

 

Posso efetuar uma denúncia, crítica, sugestão ou elogio através da Ouvidoria de forma anônima?

Sim. A manifestação anônima será recebida e processada da mesma forma. A diferença é que o manifestante anônimo não receberá o protocolo gerado e nem a resposta final sobre o processamento de sua manifestação.

 

 

Como receberei a resposta à minha manifestação?

A resposta ao cidadão será transmitida pelo ouvidor diretamente ao cidadão que utilizou o serviço, através de comunicação direta e sigilosa para o endereço, e-mail ou telefone informado no momento da manifestação.

 

Quais os deveres dos usuários da Ouvidoria?

Como qualquer serviço público, a Ouvidoria deve ser utilizada com urbanidade e boa-fé por parte do cidadão. O usuário deverá prestar as informações necessárias quando solicitadas e colaborar para a adequada prestação do serviço.

RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 04, DE 18 JUNHO DE 2019

RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 04, DE 18 JUNHO DE 2019

“Dispõe sobre a estrutura e o funcionamento da Ouvidoria Parlamentar da Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte-RS.”

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte-RS, no uso de suas atribuições legais e regimentais, após referendado e aprovado pelo Douto Plenário, resolve nesta data, editar a presente RESOLUÇÃO LEGISLATIVA:

 Art. 1º Fica instituída a Ouvidoria da Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte-RS, como meio de interlocução com a sociedade, constituindo-se em um canal aberto para o recebimento de solicitações, informações, reclamações, sugestões, críticas, elogios e quaisquer outros encaminhamentos relacionados às suas atribuições e competências.

 Art. 2º Compete à Ouvidoria da Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte-RS:

I – receber, analisar, encaminhar e acompanhar as manifestações da sociedade civil dirigidas à Câmara Municipal;

II – organizar os canais de acesso do cidadão à Câmara Municipal, simplificando procedimentos;

III – orientar os cidadãos sobre os meios de formalização de manifestações dirigidas à Ouvidoria;

IV – fornecer informações, material educativo e orientar os cidadãos quando as manifestações não forem de competência da Ouvidoria da Câmara Municipal;

V – responder aos cidadãos e entidades quanto às providências adotadas em face de suas manifestações;

VI – auxiliar a Câmara Municipal na tomada de medidas necessárias à regularidade dos trabalhos, bem como no saneamento de violações, ilegalidades e abusos constatados;

VII – auxiliar na divulgação dos trabalhos da Câmara Municipal, dando conhecimento dos mecanismos de participação social.

 Art. 3º A Ouvidoria da Câmara Municipal, diretamente vinculada à Mesa Diretora, será dirigida por um Ouvidor, designado pelo Presidente da Câmara Municipal, dentre os servidores ou vereadores da Casa, com formação em nível superior.

Art. 4º O Ouvidor, para o exercício de suas funções, terá as seguintes prerrogativas:

I – requisitar informações às unidades e servidores da Câmara Municipal;

II – solicitar documentos necessários ao desenvolvimento de suas atribuições, por intermédio da Presidência da Câmara Municipal.

  •  As unidades e servidores da Câmara Municipal terão prazo de 20 (vinte) dias úteis para responder às solicitações encaminhadas pela Ouvidoria, prazo este que poderá ser prorrogado, por igual período, em função da complexidade do assunto.
  •  O descumprimento do prazo ou a ausência de resposta deverá ser comunicado ao Presidente da Câmara Municipal.

Art. 5º São atribuições do Ouvidor:

I – exercer suas funções com independência e autonomia, visando garantir o direito de manifestação dos cidadãos;

II – remeter para a Mesa Diretora a proposição de medidas para sanar as violações de direito, as ilegalidades e os abusos de poder constatados na Câmara Municipal;

III – sugerir, quando cabível, a adoção de providências ou apuração de atos considerados irregulares ou ilegais;

IV – arquivar, de forma fundamentada, reclamação recebida que, por qualquer motivo, não deva ser respondida;

V – manter sigilo sobre os dados dos usuários dos serviços da Ouvidoria;

VI – promover estudos e pesquisas objetivando o aprimoramento da prestação de serviços da Ouvidoria;

VII – solicitar à Presidência da Câmara o encaminhamento de procedimentos às autoridades competentes;

VIII – solicitar informações quanto ao andamento de procedimentos iniciados por ação da Ouvidoria;

IX – elaborar relatório de gestão anual das atividades da Ouvidoria para encaminhamento ao Presidente da Casa, disponibilizando-os para conhecimento dos cidadãos;

X – incentivar e propiciar aos servidores da Ouvidoria oportunidades de capacitação e aperfeiçoamento de suas atividades;

XI – propor à Mesa Diretora a elaboração de palestras, seminários e eventos técnicos com temas relacionados às atividades da Ouvidoria;

XII – organizar e manter atualizado arquivo da documentação relativa às denúncias, reclamações e sugestões recebidas.

Parágrafo único. O relatório de gestão de que trata o inciso IX, do caput, que será publicado no mês de janeiro de cada ano, deverá indicar, ao menos:

I – o número de manifestações recebidas no ano anterior;

II – os motivos das manifestações;

III – a análise dos pontos recorrentes;

IV – as providências adotadas pela administração pública nas soluções apresentadas.

 Art. 6º A Ouvidoria encaminhará resposta ao cidadão no prazo máximo de 30 (trinta) dias úteis, a contar do recebimento da manifestação, informando as providências e encaminhamentos adotados.

Parágrafo único. O prazo mencionado no “caput” poderá ser prorrogado, por igual período, de acordo com a complexidade do assunto, sendo o cidadão devidamente informado sobre a prorrogação antes do encerramento do período.

Art. 7º A Câmara Municipal deverá colocar à disposição do usuário formulário simplificado e de fácil compreensão para a apresentação das manifestações dirigidas à Ouvidoria.

Art. 8º Os procedimentos administrativos relativos à análise das manifestações observarão os princípios da eficiência e da celeridade, visando a sua efetiva resolução.

Parágrafo único. A efetiva resolução das manifestações dos usuários compreende:

I – recepção da manifestação no canal de atendimento adequado;

II – emissão de comprovante de recebimento da manifestação;

III – análise e obtenção de informações, quando necessário;

IV – decisão administrativa final;

V – ciência ao usuário.

Art. 9º A Ouvidoria receberá e registrará as manifestações anônimas que pela descrição dos fatos forneçam indícios suficientes à verificação de sua verossimilhança.

  •  Caso não haja indícios suficientes à verossimilhança da denúncia anônima, o Ouvidor deverá arquivá-la, fundamentando sua decisão.
  •  O denunciante anônimo não receberá número de protocolo e nem resposta da Ouvidoria.

Art. 10. A Câmara Municipal garantirá o acesso do cidadão à Ouvidoria por meio de canais de comunicação ágeis e eficazes, tais como:

I – Carta;

II – E-mail.

Parágrafo único. Para garantir a efetividade de suas atribuições, a Ouvidoria poderá condicionar o seguimento da solicitação à apresentação de documentos.

Art. 11. A Câmara Municipal de São José do Norte-RS, dará ampla divulgação da existência da Ouvidoria e suas respectivas atividades pelos meios de comunicação utilizados pela Casa Legislativa.

Art. 12. A Ouvidoria passa a integrar o Organograma da estrutura organizacional da Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte-RS.

Art. 13. As despesas com a execução desta Resolução Legislativa, correrão por conta de verba própria do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 14. Esta Resolução Legislativa entra em vigor no prazo de trinta (30) dias, a contar da sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Câmara Municipal de Vereadores de São José do Norte-RS, 18 de junho de 2019.

LUIZ PÓLIS DA SILVA                  FERNANDO ANTONIO MACHADO

Vereador Presidente                              Vereador Primeiro Secretário

Relatório Anual da Ouvidoria da Câmara Municipal de SJN. 2019
Tipo de Manifestação Quantidade
Elogios 00
Sugestões 00
Denuncias 00
Solicitações 00
Reclamações 00
TOTAL DE MANIFESTAÇÕES 00